Posts com a Tag ‘Portugal’

Foi divulgada nesta semana pesquisa que aponta o ozônio como solução para eliminar microtoxinas da castanha-do-pará, facilitando sua exportação.

Os embargos praticados pela União Europeia contra a castanha-do-brasil, mais conhecida como castanha-do-pará, devido à presença de fungos produtores de substâncias tóxicas (micotoxinas), têm chances de serem reduzidos em breve. É o que mostra a tese de doutorado do engenheiro agrônomo e pesquisador da Embrapa Agroindústria de Alimentos, Otniel Freitas-Silva, na Universidade do Minho, em Portugal, e que se baseia no uso do ozônio.
A castanha-do-brasil costuma ser contaminada pelo fungo aspergillus flavus, micro-organismo responsável pela produção de micotoxinas que se fixam na superfície dessa semente e, em elevadas concentrações, podem oferecer risco à saúde do consumidor.

Freitas-Silva disse que o ozônio é um oxidante natural que já vem sendo utilizado no tratamento de águas residuais de efluentes. De custo baixo, já que apenas o oxigênio entra na sua produção, o ozônio poderia ser usado para a descontaminação das castanhas. “Tem que ser um processo que não agrida o meio ambiente, que seja compatível com um produto orgânico como a castanha, tem que ter um certificado de segurança desse produto. Então, a gente vislumbrou o uso do ozônio para fazer esses testes”.

Testes pilotos feitos em Portugal mostraram a eficácia do processo de lavagem da castanha para diminuir a contaminação superficial. O ozônio aumenta também a segurança do produto, uma vez que tem efeito contra algumas bactérias associadas à falta de cuidados no manuseio, na pós-colheita da castanha.

O pesquisador acredita que o uso do ozônio na etapa de lavagem do produto, além de proteger a castanha da contaminação por micotoxinas, dará maior qualidade ao produto. “Só isso já é um ganho bastante acentuado”. O trabalho vai avaliar também os impactos do processo no sistema produtivo. Freitas-Silva admitiu que o ozônio pode reduzir custos e aumentar as vendas de castanha-do-pará.

Fonte:  Globo Rural

Leia também:

Ozônio na conservação de frutas

Ozônio no processamento de alimentos


Criado em 1981, numa iniciativa da Direção Geral de Energia (em Portugal), o Dia Mundial da Energia é comemorado no dia 29 de maio. Criado para sensibilizar a populção e os líderes mundiais para a necessidade de pouparmos energia e para a promoção das energias renováveis, mais amigas do ambiente, em substituição das energias fósseis, altamente poluentes.  A data foi comemorada no domingo, mas dicas para economia são sempre bem vindas. Confira abaixo:

Dicas para economizar energia em casa e no trabalho:

Máquina de lavar louça ou roupas
– Ao utilizar máquinas de lavar louça ou roupas, recomenda-se que deixe-se acumular a quantidade referente a capacidade total do equipamento, sempre utilizando a dosagem de sabão recomendada pelo fabricante para que a máquina não volte a fazer a operação enxaguar mais de uma vez.

Geladeira e freezer
– Procure descongelar regularmente o refrigerador, pois as camadas de gelo impedem a circulação do ar frio, consumindo mais energia.
– Lembre-se que abrir o refrigerador com frequência desperdiça energia.

Iluminação
– Durante o dia, abra as janelas e aproveite a luz natural.
– Procure pintar as paredes em cores claras, que refletem luz e dispensam o uso de lâmpadas de alta potência.

Televisão
– Quando o sono chegar, desligue o televisor ou acione o timer de desligamento automático.
– Quando viajar ou não for usar um aparelho por muito tempo, tire-o da tomada. Mesmo em stand-by, TVs e outros equipamentos continuam a consumir energia. Na hora de comprar um eletrodoméstico novo, fique de olho nos dados do selo do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica) e prefira os mais econômicos.

Chuveiro
– Os orifícios de saída de água do chuveiro devem ser limpos regularmente. Assim você garante melhor vazão da água e gasta menos energia.
Aspirador de pó
– Filtros regularmente limpos garantem a eficiência do aparelho além de economizar energia.

Computador
– O monitor é uma das partes do computador que mais consome energia. Se quiser fazer uma pausa, procure desligá-lo.
– Quando você fizer um upgrade nesse equipamento, compre os monitores de cristal líquido, pois eles consomem metade da energia em relação aos tradicionais (tubo).
– Só desligue o computador quando não for usá-lo por, pelo menos, 30 minutos. Isso porque o processo de acionamento e desligamento frequente do equipamento despende muita energia além de diminuir a vida útil do computador.

Fonte dicas: http://www.aessul.com.br

Pesquisar
Divulgação
Calendário
agosto 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Site OZ Engenharia
Águas Limpas
Google +1
Categorias