Posts com a Tag ‘Energia Nuclear’

Foto Divulgação Greenpeace

Nos últimos dias ouvimos muito sobre energia nuclear em razão dos acidentes ocorridos em usinas no Japão depois do terremoto ocorrido em 11 de março. Mas o que é energia nuclear? Como é gerada? Porque ainda é produzida?

A energia nuclear, também chamada atômica, é obtida a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia.  Essa fonte energética apresenta vários aspectos positivos, sendo importante em países que não possuem recursos naturais para a obtenção de energia. Atualmente os Estados Unidos lideram a produção de energia nuclear, porém os países mais dependentes da energia nuclear são França, Suécia, Finlândia e Bélgica. Na França, cerca de 80% da eletricidade é oriunda de centrais atômicas.

No fim da década de 1960, o governo brasileiro começou a desenvolver o Programa Nuclear Brasileiro, destinado a implantar no país a produção de energia atômica. A central nuclear está instalada no município de Angra dos Reis/RJ, constituída por três unidades Angra 1, Angra 2 e Angra 3. Atualmente, apenas Angra 2 está em funcionamento.

Apesar de ter suas vantagens essa fonte energética é responsável por muita polêmica e desconfiança em razão dos vários pontos negativos como a falta de segurança, a destinação do lixo atômico, a possibilidade de construção de armas nucleares, além da possibilidade de acontecerem acidentes nas usinas assim como no Japão e o mais desastroso deles, em Chernobyl.

Os acidentes nas usinas do Japão já provocaram reações nos países onde a energia nuclear é produzida. Nesta quinta-feira, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, defendeu a ordem de fechamento das sete usinas mais antigas do país, bem como um abandono gradual da energia atômica em prol das fontes renováveis. Merkel destacou sua intenção de fomentar o debate sobre a segurança nuclear no seio da União Europeia (UE), elogiou a iniciativa de Bruxelas para realizar testes em todas as usinas nucleares do bloco e comentou que este tema será prioridade da próxima cúpula do organismo. “A catástrofe no Japão tem medidas apocalípticas”, exclamou a chanceler no início de seu discurso parlamentar, reconhecendo que suas consequências “são imprevisíveis”, e garantiu o apoio do povo alemão e toda a ajuda possível às autoridades japonesas.

No Brasil, o presidente da Comissão Nacional de Energia Atômica, Odair Gonçalves, comentou em entrevista à Folha de São Paulo sobre o vazamento radioativo de Fukushima e afirmou que o governo reverá as normas de licenciamento das usinas nucleares no Brasil. “Vai haver agora uma análise profunda da avaliação desse risco. (…) Nos reatores que estão operando, haverá medidas para evitar o superaquecimento”, disse.

Diante da declaração de Odair, o Greenpeace Brasil decidiu pedir à Justiça a suspensão da licença de operação concedida à terceira fase da planta de Angra III em 2010, até que essas novas normas de licenciamento sejam fixadas.

Neste cenário, cada vez mais, energias como a eólica, biomassa, geotérmica e solar, vêm ganhando espaço e se mostrando como alternativa para substituir a energia atômica e fazer com que o mundo opte por processos mais sustentáveis.

Fontes:
http://www.brasilescola.com
http://www.terra.com.br
http://www.greenpeace.org/brasil/pt/
Pesquisar
Divulgação
Calendário
junho 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Site OZ Engenharia
Águas Limpas
Google +1
Categorias